Orgulho para Sergipe

Orgulho para Sergipe

A Companhia de Artes Tetê Nahas representa Sergipe em grandes festivais do país e é motivo de orgulho para o estado. Em cartaz com o ‘Musical Desconto’, a companhia foi inaugurada em 2012 por Tetê Nahas com o objetivo de unir a dança, teatro e música em uma só pulsação.

A companhia surgiu com a proposta de incentivar através das obras artísticas a reflexão, educação e sátira social. O primeiro espetáculo montado foi o musical ‘O Corcunda de Notre Dame’ que estreou em dezembro de 2012. Em 2013, o grupo foi contemplado pelo Prêmio Myriam Muniz 2013, do Ministério da Cultura e com isso, realizou em 2014, uma turnê por capitais do nordeste e sudeste do país, a exemplo de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Na capital paulista, o grupo recebeu mais um prêmio, o de recorde de público no Teatro Pablo Ollala, da Prefeitura de São Paulo. O musical voltou a ser apresentado em 2018.

Em 2015, o grupo montou o espetáculo ‘Todo Dia’ e ‘Nonatal’ e em 2016. Agora segue em turnê com ‘Musical Desconto’ que marca os 50 anos de vida da atriz, 45 anos de carreira. 

Atriz e bailarina, Tetê Nahas nasceu em Aracaju, nos anos 60. Por intermédio de um vizinho e amigo, aos 5 anos, começou a fazer teatro, com pequenas participações, recebendo aulas e ensinamentos do também ator e bailarino Bosco Scaffs. A estréia foi no infantil ‘As ave de Jujuba e Teteca’, apresentado em uma escola pública de Aracaju, com produção do grupo Grifacaca. 

Ainda adolescente, nos anos 70 e 80, participou como atriz e bailarina de todas as produções do Grupo Check UP, comandado por Bosco Scaffs. ‘Inri o ato da Iluminação’, ‘Assinax’ e ‘Original até certo ponto’ foram alguns dos espetáculos que participou. 

Paralelo ao teatro, ingressou em grupos de dança como ‘Raça Real’, do Balé Municipal de Dança Contemporânea e uma curta passagem pela Academia Iracema Maynard. Ainda nos anos 80, integrou o Grupo Teatral Imagem e o Grupo Asas de Teatro, sendo que no primeiro, estreou como coreógrafa e no segundo, como iluminadora. Foi nesse período que começou a carreira de cantora, com participação na Banda Zé Íedo, de músicas folclóricas, no show Pixaim e como Backing Vocal de Tonho Baixinho, Neu Fontes e outros cantores. 

Em 1991, prestes a completar 25 anos, Tetê recebeu o convite para integrar o Grupo Teatral Imbuaça, onde participou de produções por 17 anos. Foram inúmeras experiências positivas com o grupo, como a participação como professora na Universidade de Cuba, diversos prêmios e críticas positivas, temporada em Portugal e peça com Marília Pêra. Em televisão, Tetê se destacou com sua participação na minissérie global ‘Tereza Batista’ de 1992 e entre 2003-2013 participou do quadro ‘São João da Gente’ da TV Sergipe com a personagem Urânia.

Confira a matéria especial no caderno Olho Vivo – Cinform

Por Fredson Navarro – Cinform

Deixe uma resposta

Fechar Opções